Conheça a história e a cultura artística do Oeste!

as-cidades-da-regiao-oeste-conheca-a-historia-e-a-cultura-artistica

A Costa de Prata (Silver Coast) é internacionalmente conhecida, muito pela sua extensão de praia de areia clara e mar vigoroso. No entanto, existe muito mais para além do que a natureza oferece!

As cidades da região Oeste, assim como as suas vilas históricas, emanam cultura e história. Terá sempre algo que visitar. Por exemplo, nas Caldas da Rainha, a cultura artística é evidenciada pelas ruas da cidade, quase como galeria de arte ao ar livre! Mas não fica por aqui… Desde igrejas, parques, jardins, livrarias, castelos, mosteiros, vale a pena passar uns dias na região Oeste e visitar!

Caldas da Rainha – A cidade das artes e das águas termais

A cidade de Caldas da Rainha é considerada um museu ao ar livre! Isto tanto pela sua história, como pelas suas personalidades emblemáticas:

  • Rainha D. Leonor, que fez nascer a cidade;
  • Rafael Bordallo Pinheiro, que lhe deu vida; e
  • Rodrigo Berquó, engenheiro e arquiteto que teve grande influência em vários projetos arquitetónicos da cidade.

Hoje, os principais monumentos e pontos de visita devem-se às suas intervenções, que fizeram da cidade um ponto histórico e artístico que tanto encanta. Ora vejamos…

  • Hospital Termal – Um edifício onde começa toda a história da cidade. Segundo a lenda, a Rainha D. Leonor encontrou um grupo de pessoas a tomar banhos numas águas com supostas propriedades curativas, as águas termais. Depois de comprovar essas propriedades, criou um hospital a pensar nos mais necessitados. E foi esta, a lenda que deu o nome à cidade “Caldas da Rainha”.

Quer saber mais sobre esta história? Visite o hospital termal… é um bom ponto de partida para a sua visita à cidade das artes e das águas termais!

  • Parque D. Carlos I – Um místico jardim romântico, que envolve o hospital termal e embeleza o centro histórico da cidade. Hoje, este jardim tem imensa vida! Um lago com patos, gansos e cisnes, court de ténis, coreto e várias peças de escultura, em todos os cantos. Vale a pena dar um passeio e explorar!
  • Pavilhões do Parque – Construídos inicialmente por Rodrigo Berquó, para dar continuidade à atividade hospitalar, albergaram várias instituições da cidade. Atualmente, a sua imagem refletida nas águas do lago do parque D. Carlos I é uma das mais reconhecidas da cidade.
  • Mata Rainha D. Leonor – Construída no seguimento do Parque D. Carlos I, é um importante ponto de passagem para os amantes da natureza.
  • Palácio Real – Outrora habitado pela fundadora do hospital termal e da cidade das Caldas da Rainha, é hoje o museu do hospital e das caldas.
  • Igreja de Nossa Senhora do Pópulo – Uma torre histórica com um relógio que salta à vista, para quem visita as traseiras do hospital termal. Esta seria a sua capela privada que, apesar da sua pequena dimensão, tem um estilo muito próprio e uma história que vale a pena ouvir.
  • Cerâmica – Um pouco por toda a parte na cidade, encontra variadas peças de cerâmica. De entre estas, encontramos as peças naturalistas de Rafael Bordallo Pinheiro, a cerâmica contemporânea, que confere reconhecimento à cidade, e a típica cerâmica satírica.
  • Rafael Bordallo Pinheiro – Ao aceitar chefiar a direção artística da fábrica de faianças, contribuiu para a revitalização da cerâmica local. As suas peças naturalistas são um marco na cidade, que pode encontrar pelas ruas da cidade, juntamente com o seu nome, que é hoje, um selo de qualidade.
  • Museus – A história da cidade e a sua componente artística são bastante completas. O melhor é explorar a cidade e visitar os seus museus:

A cidade de Caldas da rainha é, sem dúvida alguma, uma cidade com uma riqueza histórica e artística únicas na região. Convidamos os amantes da natureza e da arte, a fazerem uma longa passagem, para explorar todos os cantos que a tornam uma cidade de encanto.

A Vila de Óbidos – O Conto de Fadas

Uma encantadora vila entre muralhas que nos transporta para outra época e nos faz sentir verdadeiros reis e rainhas. O que, em 1148, foi um presente de casamento de D. Dinis para a sua esposa D. Isabel, é hoje um emblemático ponto histórico da Costa de Prata.

Uma das 7 maravilhas de Portugal, é ponto de passagem para milhares de turistas anualmente, com eventos e feiras conhecidos em todo o país.

  • Vila entre muralhas – Um conjunto de pequenas casas típicas, em ruas labirínticas, inseridas dentro das muralhas de um belo castelo… e tudo isto num alto, que se pode avistar ao longe. Um pequena e encantadora vila que o convida a visitar.
  • Castelo de Óbidos – Um dos castelos mais bem conservados do país e onde pode encontrar a Pousada do Castelo, um alojamento que faz com que os hóspedes se sintam verdadeiros reis e rainhas. De um lado pode avistar a vila e do outro, uma vasta paisagem natural com campos verdes até perder de vista. Temos uma sugestão para si… percorra toda a muralha e deixe-se levar pela paisagem!
  • Eventos dentro da muralha – Para além da vivacidade que se encontra na vila, durante todo o ano, esta também é cenário de vários eventos. Estes aproveitam a misticidade de Óbidos e emergem os visitantes em épocas de reis. Aqui ficam os principais:
  • Óbidos Vila Natal – Com temas diferentes todos os anos, a vila e o castelo vestem-se de um espírito natalício único e mágico. Com vários espetáculos, atividades, atrações e iguarias da época, torna-se um excelente programa para fazer em família.
  • Festival Internacional de Chocolate – Para os amantes de chocolate, este é um festival a incluir na sua lista de eventos. O cheiro a chocolate começa a sentir-se antes mesmo de entrar na vila. As montras de bolos e bombons fazem crescer água na boca e as esculturas de chocolate enchem as vistas. Venha provar e fazer parte dos minicursos de culinária.
  • Mercado Medieval de Óbidos – O que seria uma vila dentro de uma muralha sem uma das melhores feiras medievais do país? Com um programa cheio de atrações e atividades, tendas com deliciosos petiscos e um ambiente que nos leva à era medieval, é um ponto obrigatório de visita no verão. Convidamo-lo a visitar vestido com trajes medievais e a emergir nesta época!
  • FOLIO (Festival Literário Internacional de Óbidos) – Surgiu em 2015 e, desde então, tem sido realizado anualmente. Este festival reúne escritores, leitores, artistas e músicos no ambiente de partilha. Óbidos torna-se uma vila literária e a sua riqueza cultural vem à superfície. Venha envolver-se nas sessões literárias, conferências, espetáculos e exposições e conheça o melhor da cultura lusófona.

Para além destes eventos anuais, existem espetáculos, exposições e atividades a decorrer durante todo o ano. Consulte a agenda cultural do município e deixe-se encantar por Óbidos.  

  • Igrejas e capelas – A Vila de Óbidos alberga uma grande quantidade de igrejas, todas diferentes entre si. No entanto, algumas merecem o devido destaque pelas suas peculiaridades.
  • Igreja de Santiago – Situada dentro das muralhas, junto à entrada do castelo, a sua escadaria avista-se ao longe. Hoje é a Grande Livraria de Santiago, com estantes carregadas de livros num edifício repleto de história.
  • Igreja de Santa Maria – Inserida na praça de Santa Maria, um importante símbolo histórico da vila de Óbidos, está recheada de peças do século XVI e XVII. Vale a pena visitar quando percorrer as ruas da vila.
  • Santuário do Senhor Jesus da Pedra – Situado fora da vila, salta a vista de quem vem da direção de Caldas da Rainha. Com aspetos arquitetónicos únicos que vale a pena explorar, é um excelente ponto de paragem antes de visitar a vila de Óbidos.

Esta vila histórica vai deixá-lo encantado e com vontade de voltar. Aproveite a sua viagem e venha passear nas belas ruas de Óbidos!

Cidade de Peniche – Da pesca à capital do surf

Uma pequena cidade na região Oeste, que era uma ilha até à idade média e foi-se ligando de forma progressiva ao continente. Tem as suas origens da pesca e da agricultura, e é hoje um ponto turístico apreciado por milhares de pessoas.

Para além das suas excelentes e diversas praias, que agradam a todos os tipos de viajantes, é uma cidade repleta de história, boa gastronomia e cultura piscatória. Vejamos os destaques: 

  • Forte de Peniche – O cenário de uma das fugas mais incríveis do século XX em Portugal! Sendo uma prisão política no Estado Novo, hoje é um museu que pretende reconstituir o ambiente de prisão.
  • Farol do Cabo Carvoeiro – Um dos faróis mais antigos da costa portuguesa. Sofreu algumas renovações e atualizações, mas continua a ser um dos símbolos de Peniche. A partir deste farol é possível avistar as Berlengas!
  • Rendas de Bilros – Uma técnica tradicional, entre as mulheres de Peniche, que se sentavam às portas de suas casas a rendilhar. Atualmente, fazem parte do artesanato penichense.
  • Ilhas Berlengas – Com natureza selvagem, praias, grutas e uma bela paisagem, esta é uma viagem que deve ser feita, pelo menos, uma vez na vida. Os visitantes podem percorrer os trilhos, passear nas grutas, observar os golfinhos e visitar o forte, farol ou centro de visitantes. A ilha ainda dispõe de parque de campismo, micromercado e restaurante. Apanhe um barco e deixe-se levar por este passeio pela natureza!
  • Peixe Fresco – Dada a proximidade com o mar, e a tradicional atividade piscatória da cidade, a gastronomia tem por base pratos de peixe e marisco. Nos restaurantes pode encontrar Caldeirada, Sardinha Assada, Sopa de Peixe e muitos mais pratos deliciosos. A nossa sugestão é que percorra a Avenida do Mar e o Largo da Ribeira.
  • Um paraíso para surfistas – A ligação de Peniche com o mar é notória por toda a cidade, dado que foi inicialmente uma ilha. A prática de surf na cidade é relativamente recente e o seu crescimento gradual. Atualmente, as suas fantásticas praias de ondas perfeitas convidam à prática da modalidade. Não é então surpresa que a cidade atraia imensos surfistas, para além de ser palco de etapas do World Surf League (MEO Rip Curl Pro Portugal).

Como pode ver, tem muito para explorar nesta cidade, pelo que são muitas as razões para visitar Peniche!

Vila da Nazaré – Nazarenas e Ondas Gigantes

A Nazaré evoluiu de uma vila de pescadores a um lugar turístico obrigatório. A pesca continua a ser a principal atividade da vila, e é aqui que está localizado um dos portos de pesca mais importantes do Oeste. A nível cultural, destacamos:

  • Nazarenas – Nos dias de hoje, ainda podemos ver as nazarenas nos seus trajes típicos pelas ruas da Nazaré. As sete saias tradicionais, o chapéu preto, os chinelos de verniz, a renda e o veludo. As nazarenas são personalidades típicas na Nazaré.
  • Sítio da Nazaré – Considerado o “coração” da Nazaré, é onde começou toda a sua história. Com o Santuário de Nossa Senhora da Nazaré, uma figura emblemática que deu nome à vila, e a Ermida da Memória, uma pequena capela coberta de azulejos.
  • Miradouro do Subeco – Tem 110 metros de altura e oferece uma vista panorâmica de tirar o fôlego.
  • Forte de São Miguel Arcanjo – Já foi usado como defesa contra os ataques argelinos, marroquinos, holandeses e normandos! Atualmente, é um museu que alberga a história do forte. No seu exterior, pode apreciar a vista. Do Sul, para a vila da Nazaré, e do Norte, para a bela praia do Norte, o paraíso dos surfistas. Naturalmente, é neste local que também pode ver as ondas gigantes.
  • Gastronomia – O paraíso do peixe e do marisco frescos. Desde a caldeirada, à sardinha assada, ao robalo grelhado, à lagosta e ao caranguejo, tem uma grande variedade de escolha e de restaurantes, que oferecem os melhores pratos com peixe fresco regional.
  • Ondas gigantes – Estas ondas, conhecidas internacionalmente, são formadas devido ao “canhão da Nazaré”, um vale no fundo do oceano que começa a 50 metros de profundidade e chega quase a 5000 metros. Trata-se de uma lacuna na placa continental com cerca de 170 km, o que o torna o maior da Europa.

Há muitas razões para visitar a Nazaré, que vão além das suas excelentes praias. Não perca a oportunidade de visitar esta vila cheia de cultura!

Cidades de Alcobaça e Batalha – Uma visita à história de Portugal

Alcobaça e Batalha são duas cidades de grande importância histórica, para Portugal. Atualmente, pode contemplar toda esta história no:

  • Mosteiro da Batalha – Um monumento de estilo gótico e altamente trabalhado, construído após a vitória da batalha de Aljubarrota. É uma das 7 maravilhas de Portugal, e de visita obrigatória.
  • Mosteiro de Alcobaça – A bela história de um príncipe português que se apaixona por uma das damas de companhia da sua esposa. Ao visitar o mosteiro de Alcobaça, vai mergulhar na bonita história de amor de Pedro e Inês, que aqui se encontram sepultados, assim como outros reis e rainhas de Portugal.

Tire um tempo para visitar estas duas lindas cidades e entrar nos pontos importantes da história de Portugal!

Depois desta compilação, que convida a conhecer a história da região Oeste, aproveite e veja também as belas praias da Costa de Prata.

A nossa sugestão é que se desloque com tempo, para explorar todos estes magníficos lugares e experimentar também as iguarias da região. A Casa Adega do Mosteiro está sempre disponível para o receber e sugerir-lhe os melhores roteiros. Não perca tempo e faça aqui a sua reserva!

À procura de…alojamento?

Para além de dois apartamentos T1 totalmente equipados, a Casa Adega do Mosteiro tem também vários quartos disponíveis. Independentemente da sua escolha, encontrará todas as condições necessárias para lhe proporcionar o maior conforto na sua estadia.

Adicionalmente, como a casa é habitada pelos proprietários e pelos hóspedes em simultâneo, irá ser recebido como se de um amigo se tratasse, o que confere uma atmosfera única e familiar.

A planear um…evento?

A Casa Adega do Mosteiro também pode ser o espaço ideal para realizar os seus eventos! Sejam reuniões, festas de aniversário, batizados, casamentos, eventos promocionais, familiares, pode beneficiar das suas infraestruturas, equipamento e respetivo staff. Tudo isto para tornar os seus eventos inesquecíveis.

+351 962 854 103   –  +351 962 305 804   –  adegadomosteiro@sapo.pt